quarta-feira, 22 de abril de 2015

Resenha: Segredos de um Pecador - Madeline Hunter - Editora Arqueiro



Segredos de um Pecador
Autora: Madeline Hunter
Editora: Arqueiro
Categoria: Romance de Época
ISBN: 978-85-8041-382-3
240 Páginas
1ª Edição: 2015


Sinopse

Leona Montgomery foi criada na China. Com pai inglês e mãe portuguesa, aprendeu desde cedo a se adaptar aos costumes de outras terras e adquiriu uma cultura e uma sofisticação incomuns às mulheres de seu tempo.

Por isso, quando o pai, já viúvo, morreu, deixando os dois filhos em uma situação financeira difícil, Leona assumiu os cuidados do irmão caçula e os negócios da família.

Trabalhando pela recuperação da Montgomery & Tavares, ela viajou por diversos países, negociou com homens rudes e enfrentou piratas. Recém-chegada a Londres, agora espera fechar parcerias comerciais e dar sequência a uma investigação que o pai não pôde concluir.

Mas estar em Londres significa algo mais. Sete anos atrás, Edmund, um naturalista inglês, deixou Macau à noite, depois de um beijo de despedida que Leona nunca esqueceu, e retornou à Inglaterra.

O que Leona não poderia imaginar era que Edmund na verdade é Christian Rothwell, o marquês de Easterbrook, um homem poderoso envolto em mistérios – e que talvez se beneficiasse com o fim das investigações de seu pai. Dividida entre o dever e a tentação, é na cama do marquês que ela fará suas maiores descobertas.


Minhas Impressões

“Segredos de um Pecador” é o quarto e último livro (para a minha tristeza) da série Os Rothwells. E ele fecha muito bem esta série. Tudo que foi deixado em aberto nos outros livros, a Madeline deu um jeito, simples ou complexo, de fazer uma conclusão desses fatos.

Confesso que iniciei a minha leitura com um pouco de receio sobre o livro – vou explicar:

Desde o primeiro livro o Marquês de Easterbrook se mostrou um homem misterioso, excêntrico, em alguns momentos, até sombrio, nada sociável, as vezes grosseiro, e bem diferente dos padrões esperados para o seu título – ou seja, ele atraiu a curiosidade dos leitores, e também dos personagens dos livros. Por isto tudo, eu comecei a criar grandes expectativas sobre o livro dele, porém as mesmas expectativas foram postas em dúvida depois que li comentários divergentes sobre o livro – algumas pessoas falando que o livro era bom, e outras falando que o livro foi decepcionando, que esperava mais, visto que foi feito um grande mistério em torno de Easterbrook. E diante de tudo que eu li, resolvi que encararia o livro sem expectativas e tiraria as minhas próprias conclusões – melhor coisa que fiz.


“- É muita generosidade sua. Contudo, fiquei sabendo de uma ou duas coisas nas últimas semanas. Você é bem conhecido, é claro, e objeto de fofoca. Dizem que não participa de eventos sociais. Um recluso, é o que dizem. Por que acha que seu desejo gerará convites para mim?
- Porque eu sou Easterbrook.” – Pág. 35

  
Mais uma vez Madeline trouxe para os leitores um livro com dramas/problemas reais – os livros que já li dela, eu adorei, pois não se tratam apenas de romance, de dificuldade de amar, de dúvida, eles trazem problemas reais: financeiros, corrupção, contrabando, prostituição... e as estórias de amor e sensualidade giram em torno desses problemas, mas sem ficarem maçantes, chatas, muito pelo contrário, para mim, isso deixa a estória muito mais interessante/envolvente de ser lida. Entretanto, ela mudou um pouco o padrão dos 3 primeiros livros da série, em que os casamentos ocorreram sem amor, mas com respeito, para depois os respectivos casais aprenderem a se amar – mas só lendo para saber como a estória de Christian e Leona se desenvolveu.


“- Eu teria me escondido de você? Por quê faria isso?
- Porque eu a assusto. Aterrorizava a menina e ainda amedronto a mulher.” – Pág. 18


Neste livro, “Segredos de um Pecador”, passamos a conhecer, realmente, Christian, seus segredos, mistérios, passado e verdadeira personalidade – se antes ele me deixava intrigada, depois da leitura, ele passou a me deixar em êxtase (quero esse Marquês pra mim). Ele me surpreendeu, se mostrou um homem sensacional e que sabe usar a sua influência de forma espetacular e nas horas certas.

Fomos apresentados à Leona – o tipo de mocinha que a maioria ama -, decidida, forte, guerreira, ousada, atrevida – é muito bom ver a garra/força dela para alcançar os seus objetivos, e ao mesmo tempo a fraqueza dela diante de questões amorosas e carnais. É incentivador ver a forma como ela abdica de seguir a sua vida de forma “comum” para a mulher da época, para ajudar o irmão, e salvar a memória do pai. “Jovem, mas não exatamente. Bonita, mas não exatamente. Inglesa, mas não exatamente.” – Pág. 8.



(achei esta imagem no google, ela é muito fofa - fiz uma adaptação com um trecho do livro) 


Sobre a edição, para variar, está maravilhosa. A Editora Arqueiro mais uma vez publicou um livro maravilhoso, com uma diagramação excelente – capa linda, estrutura/divisão interna muito boa, tamanho e tipo da fonte ótimos. Porém achei alguns errinhos (nada demais – ex: falta de alguma letra em uma palavra). Mas mesmo assim, a editora está de parabéns.

Enfim... Estou muito feliz e triste ao mesmo tempo – feliz por ter gostado muito do livro, ele com certeza superou as minhas expectativas, e concluiu muito bem a série; e triste por ser o último livro desta série. Agora é esperar que publiquem mais Madeline Hunter para que possamos nos deliciar com a escrita dela.

Ahhh... “roubei” da resenha de uma amiga (Lia Christo, do Blog Doces Letras) algo que eu achei super interessante – um booktrailer, em inglês, do livro “The Sins Of Lord Easterbrook” (“Segredos de um Pecador”) – vale muito a pena assistir:




Confira as resenhas dos 3 livros anteriores da série Os Rothwells:





5 comentários:

Sandra Portugal disse...

Adorei essa série. E sua resenha traduz a minha percepção do estilo da autora e das características dos personagens!
Bj Sandra www.projetandopessoas.com.br

Sandra Portugal disse...

Adorei essa série. E sua resenha traduz a minha percepção do estilo da autora e das características dos personagens!
Bj Sandra www.projetandopessoas.com.br

Paloma Casali disse...

Obrigada, Sandra!!!!
Comentários como os seus é que me dão certeza que estou no caminho certo!
Beijos

O Que Tem na Nossa Estante disse...

Eu fui ler esse livro entre expectativa e medo, o livro superou minha expectativa e removeu meu medo. Amei Easterbrook e seus segredos, amei Leona a história é envolvente, tem carisma e o estilo da Madeline tem tudo para dar errado ao falar de problemas sociais em um tipo de literatura que a gente procura para esquecer problemas sociais, mas impressionantemente ela sabe dosar as coisas muito bem e fazer tudo da certo e a gente ama... Eu pelo menos amo!

Adorei sua resenha, achei digna do livro! Ah, quanto aos erros... Eu fiquei emputecida! Sinceramente, paguei relativamente caro pelo e-book e o minimo que vc espera de um e-book é excelência em matéria de ortografia afinal nele a gente perde toda a estrutura do livro pagando caro apenas pelo texto. #Frustrante mas não chega a apagar a beleza do livro!

Pandora
O que tem na nossa estante

Paloma Casali disse...

Pandora, muito obrigada! Fico feliz de ver que a minha resenha está fazendo jus aos que os leitores estão achando!
Beijos

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas ILUSÕES!

 
Copyright 2009 Ilusões Noturnas