domingo, 6 de janeiro de 2019

Resenha: Um Acordo e Nada Mais - Mary Balogh - Editora Arqueiro

Um acordo e nada mais

Um Acordo e nada mais
Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Categoria: Romance de Época
ISBN: 9788580418798
304 Páginas
1ª Edição - 2018


Sinopse

Embora Vincent, o visconde Darleigh, tenha ficado cego no campo de batalha, está farto da interferência da mãe e das irmãs em sua vida. Por isso, quando elas o pressionam a se casar e, sem consultá-lo, lhe arranjam uma candidata a noiva, ele se sente vítima de uma emboscada e foge para o campo com a ajuda de seu criado.


No entanto, logo se vê vítima de outra armadilha conjugal. Por sorte, é salvo por uma jovem desconhecida. Quando a Srta. Sophia Fry intervém em nome dele e é expulsa de casa pelos tios sem um tostão para viver, Vincent é obrigado a agir. Ele pode estar cego, mas consegue ver uma solução para os dois problemas: casamento.


Aos poucos, a amizade e o companheirismo dos dois dão lugar a uma doce sedução, e o que era apenas um acordo frio se transforma em um fogo capaz de consumi-los.


No segundo volume da série Clube dos Sobreviventes, você vai descobrir se um casamento nascido do desespero pode levar duas pessoas a encontrarem o amor de sua vida.





"- Com frequência, não dizemos o que está nos nossos corações para aqueles que são mais próximos e mais queridos -  disse ele." P. 250


Segundo livro da série "Os Sobreviventes" ratifica a minha opinião positiva em relação a série - é uma série ótima!!!

Esse livro me conquistou por diversos motivos, mas o que se destaca é que tem poucas cenas descrevendo o sexo (eu prefiro livros com menos sexo).

Uma linguagem gostosa e prática, uma leitura leve e envolvente. Apesar de não ser o melhor livro que eu li, ele é muito gostoso, e mantém o nível do primeiro, apesar de ter personagens mais leves.

Os dois personagens se mostram fracos inicialmente, mas com o desenrolar da história passamos a conhecê-los melhor e percebemos que na verdade não é fraqueza, mas sim comodidade e quando eles decidem e têm a oportunidade de mudar, eles o fazem.
Vicent é um amor. Confesso que no início da leitura fiquei pensando: será q ele vai voltar a enxergar???, mas no fundo eu esperava que não, pois ia deixar a vida muito simples, iria perder a magia (tipo: ahh nos livros tudo é possível e acaba q fica sem graça). Ele se tornou um personagem muito querido; e foi excelente ver a transição dele de menino para homem, mas mantendo a inocência.


"Ela fechou os olhos. Queria tanto esse casamento. Ela o queria tanto - sua doçura, o senso de honra, seus olhos, o entusiasmo, até sua vulnerabilidade. Queria alguém para si. Alguém que a chamasse pelo nome, que a abraçasse para que se sentisse segura e que risse com ela. Alguém belo e dolorosamente atraente.
Alguém que a ajudasse a deixar para trás a imagem estilhaçada que tinha de si mesma." P. 93/94


Sophie foi uma grata surpresa, de ratinha se transformou em uma mulher sábia. Apesar de não ter provocado intencionalmente a sua mudança de vida, ela soube aproveitar e crescer como pessoa, como mulher, e soube aproveitar sua inteligência que era negligenciada. Ela se tornou uma pessoa de iniciativa, sem frescura e pronta para enfrentar o mundo, mesmo com receio dos desafios e das pessoas; e mostrou o quanto amadureceu (confesso que eu jamais conseguiria ser madura o suficiente para querer me relacionar com parentes do tipo que ela tem) e o quanto é altruísta.


"- Diga para mim - Ele lançou um olhar na direção dela. - Descreva-se.
- Eu estou deslumbrante..." P. 280


Foi lindo de ver o desenvolvimento desse casal. Um casal prático, amigo, fofo, companheiro... enfim, eles são cativantes!!!

Já quero o próximo livro da série!!!!




0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas ILUSÕES!

 
Copyright 2009 Ilusões Noturnas