segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Resenha: Nada Escapa a Lady Whistledown - Julia Quinn + ... - Editora Arqueiro

Nada escapa a lady Whistledown

Nada escada a Lady Whistledown
Autoras: Julia Quinn, Karen Hawkins, Mia Ryan e Suzanne Enoch
Editora: Arqueiro
Categoria: Romance de Época
ISBN: 9788580418262
320 Páginas
1ª Edição - 2018



Sinopse

Crônicas da sociedade de lady Whistledown, maio de 1813

Julia Quinn encanta...

A alta sociedade está em polvorosa, afinal a debutante mais promissora da temporada foi rejeitada por seu pretendente... apenas para ser conquistada em seguida pelo charmoso irmão mais velho do canalha que não a quis.

Suzanne Enoch fascina...

Um futuro noivo fica sabendo que o comportamento escandaloso de sua bela prometida foi parar na coluna de lady Whistledown e volta correndo para Londres com o intuito de ganhar o coração da moça de uma vez por todas.

Karen Hawkins seduz...

Um conhecido libertino tem sua amizade mais antiga e seu coração postos à prova quando uma adorável dama se encanta por outro cavalheiro.

Mia Ryan delicia...

Uma jovem é despejada da própria casa por um detestável – embora charmoso – marquês que pretende tomar posse não apenas do imóvel, mas também de sua antiga moradora.




Lady Whistledown sempre traz leveza e graça ao dia do leitor. Impossível não ler esse livro e ficar encantada. Nada de surpreendente ou de diferente, o livro mantém a tradição dos romances de época em geral (principalmente os de Julia Quinn) engraçados, enredos tranquilos, uma pitada de pimenta, personagens cativantes, MAS (e um enorme "mas") tem a fofoqueira mais amada da literatura para deixar tudo mais animado.

Um livro, quatro histórias, quatro autoras, cada uma mantendo a sua personalidade, mas ao mesmo tempo abraçando as das demais - o que deixa cada conto mais interessante e peculiar ao mesmo tempo.

Resenha: Um sopro de neve e cinzas - Diana Gabaldon - Editora Arqueiro

Outlander: um sopro de neve e cinzas

Um sopro de neve e cinzas
Autora: Diana Gabaldon
Editora: Arqueiro

Categoria: Fantasia, Romance Ficção Histórica
ISBN: 9788580418057
1168 Páginas

1ª Edição - 2018


Sinopse

América, 1772. Poucos anos antes da guerra de independência, o caos reina na colônia. Cadáveres espalham-se pelas ruas, vizinhos lutam entre si e grupos de salteadores aterrorizam a população por toda parte. Na Carolina do Norte, o incêndio de uma cabana e o assassinato de uma família inteira anunciam mudanças perturbadoras no cotidiano dos habitantes da Cordilheira dos Frasers.

Nesse cenário, Jamie Fraser recebe uma mensagem do governador Josiah Martin. Ele pede sua ajuda para conter os rebeldes e manter o domínio da Coroa britânica sobre as terras americanas. Mas Jamie já sabe o que está por vir. Sua esposa Claire, uma viajante no tempo nascida no século XX, conhece perfeitamente o destino reservado aos súditos leais do rei da Inglaterra: exílio ou morte.

Além disso, Claire surge com uma nota de jornal de 1776 que relata a morte dos dois num incêndio. Pela primeira vez, Jamie espera que ela esteja errada sobre o futuro.

Em meio às tensões, é chegado o momento de fazer uma escolha difícil, porém inadiável. À medida que se formam as linhas de combate e lealdades são testadas, Jamie e Claire sentirão na pele que absolutamente ninguém está seguro nesse novo país.





Estou aqui mais uma vez pra falar de Outlander! Sim, sou apaixonada por essa série, por cada livro, por cada personagem, por cada história e por essa autora que me leva a tantos níveis emocionais em uma mesma página.

Estamos finalmente no 6º livro - Um sopro de neve e cinzas - é um livro enorme e à primeira vista assusta (um pouquinho) até mesmo quem, como eu, não vive mais sem os Frasers, mas pode ler sem medo. É um livro fantástico, com lições, com demonstrações de amor e coragem.

Fazer uma resenha de um sexto livro de uma série sem dar spoilers dos anteriores é uma tarefa difícil, de Outlander então, mais ainda, mas como eu odeio spoiler, tentarei dar o mínimo possível. É extasiante falar sobre Outlander, mas ao mesmo tempo é uma tarefa árdua, pois quem discorre nunca conseguirá retratar tão bem esse universo.

 
Copyright 2009 Ilusões Noturnas