quinta-feira, 29 de junho de 2017

Resenha: Outlander - A cruz de fogo - Parte II - Diana Gabaldon - Editora Arqueiro

Resultado de imagem para capa outlander a cruz de fogo parte 2

Outlander - A Cruz de Fogo - Parte II
Autora: Diana Gabaldon
Editora: Arqueiro
Categoria: Fantasia, Romance, Ficção Histórica
ISBN:9788580416862
592 Páginas
1ª Edição - 2017

Sinopse

Uma história sobre lealdade.

Não há mais como escapar: a guerra está diante de Jamie, Claire e sua família. Quando as tensões entre o governo e os rebeldes se acirram, a milícia é convocada mais uma vez e o conflito chega ao clímax na Batalha de Alamance.

De volta ao vilarejo onde moram, os Frasers e os MacKenzies ainda terão que enfrentar diversas tribulações, que acabarão aproximando Jamie e seu genro, Roger. Os dois tramam um plano para acabar com Stephen Bonnet, o sórdido capitão que violentara Brianna, pondo em dúvida a paternidade de seu filho, Jemmy.

Em meio a várias revelações, o mais surpreendente é o retorno inesperado de um conhecido, que traz uma pista capaz de desvendar os mistérios que cercam os viajantes do tempo.

Grandiosa, envolvente e inesquecível, a segunda parte de A cruz de fogo é uma vibrante mistura de fatos históricos e dramas humanos.




Quem me conhece, ou já leu alguma das minhas resenhas sobre Outlander sabe que essa série é um divisor de águas na minha vida. Eu me encantei nos primeiros episódios, assim que o seriado foi lançado pela Starz; depois me apaixonei pela série com a leitura do primeiro livro; me viciei com o segundo livro e demais episódios do seriado; e daí em diante é só amor por tudo que envolva a série. Cada trailer que vejo, cada quote que leio, cada bonequinho que me mostram, cada acessório que desejo, e cada página que leio enchem meu coração de amor.

E por isso tudo escolhi para esta ser a minha 100ª resenha 🎉🎉🎉🎉


"... e eu entendi muito bem naquele momento por que os homens mediam o tempo. Eles desejam fixar um momento, na esperança vã de que, ao fazer isso, o tempo não passe." - P. 181


O 5º livro, A Cruz de Fogo, foi dividido em duas partes pela Editora Arqueiro, e, para mim, esta divisão foi feita no momento perfeito da história.

A primeira parte é mais tranquila e nos insere em um ambiente familiar e "calmo" (na medida do possível para Diana); o leitor pôde vivenciar a "rotina" da família Fraser em casa [coloquei rotina entre aspas, pois sabemos que a verdadeira rotina dos Frasers é alguma aventura, em que, normalmente, eles são lançados]. - Clique AQUI para conferir a resenha da 1ª parte.

Já a segunda parte é mais movimentada; repleta de aventuras e desventuras, perigos, doenças e muita emoção.




"Estamos" em 1771, na Carolina do Norte, na America, especificamente, na Cordilheira dos Frasers. Depois das emoções do casamento de Jocasta é hora de enfrentar: a Batalha de Almance e suas consequências; as preocupações acerca da tentativa de roubo no casamento; as descobertas sobre outros viajantes do tempo e as influências na família; a incerteza sobre o retorno de Bonnet; um retorno não esperado de alguém importante; e, principalmente, enfrentar as próprias batalhas interiores.

Como sempre, Diana aguça a imaginação do leitor com descrições de locais, pessoas, fatos e sentimentos de uma forma única e peculiar. O leitor se sente parte da história em cada momento - seja com uma corda no pescoço; seja matando algum animal; seja curando enfermos; seja vivendo em uma floresta; seja fazendo amor. Ela mantém a tradição de surpreender a cada página lida. Mais uma vez provou que o AMOR (independente da forma - homem/mulher; pai/filho; mãe/filho; avôs/neto; amigos...) supera tudo, e que o bom humor deve fazer parte das nossas vidas em todas as situações.


"- E quanto a fazer um balanço do tempo - disse ele de maneira prática -, tenho todos os meus dentes, nenhuma parte me falta, e meu pau ainda sobre sozinho de manhã. Poderia ser pior.", Jamie- P. 23


"- O que é "testico"? - perguntou uma vozinha baixa.
Jemmy havia deixado as pedras de lado e olhava para mim com muito interesse.
- Ahan... - balbuciei.
Olhei ao redor da sala, em busca de ajuda.
- É a palavra em latim para as suas bolas, rapaz - disse Roger com a expressão séria, contendo um sorriso.
Jemmy pareceu muito interessado.
- Bolas? Onde tenho bolas?
- Hã... - disse Roger, olhando para Jamie.
- Hum - fez Jamie, fitando o teto." - P. 579


Claire e Jamie continuam a mostrar que a confiança é a base para que todo relacionamento se mantenha firme, aguentando os desafios impostos. E que a maturidade dos dois e o companheirismo são pilares importantes para a sanidade do casal. Além de uma dose de romance, paixão e sexo (coisas que eles são mestres)! A cada livro eu me apaixono mais por eles e sinto a força do amor 💗💗


"Eu mantinha os olhos entreabertos, as pernas da mesma forma, sem querer largar seu corpo, sem querer abrir mão da ilusão de que éramos um só - se é que de fato era ilusão. Quantas vezes mais eu o teria assim, sob o encantamento da luz do fogo?" - P. 257


Foi emocionante ver o processo de aproximação por qual Jamie e Roger passaram. Apesar de já existir entre eles um relacionamento saudável e confiável, era algo que eles tinham por Brianna. Agora eles construíram uma relação por eles - baseada em confiança e companheirismo mútuos; lealdade e amizade além do parentesco.


"Jamie estava à sua frente na trilha, com uma mancha molhada crescendo visivelmente entre suas escápulas no ponto onde a tira do cantil cruzava suas costas. Roger consolou-se um pouco ao ver que naquela manhã o sogro avançava com muito menos da sua elegância felina de sempre. Ele sabia que o Grande Escocês era apenas humano, mas era bom ter essa confirmação de vez em quando." - P. 266


Sobre a edição do livro, eu só tenho elogios! Capa linda, diagramação confortável; edição, revisão e correção excelentes (como há muito tempo eu não via 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻).

Enfim... Eu não poderia estar mais feliz com o livro e com a minha resenha... Que venham mais e mais, pois escrevo o que sinto com amor e, lógico, com sinceridade! 



Resenhas dos livros anteriores da série:

A Libélula no Âmbar


- Os Tambores do Outono - Parte II
A cruz de fogo - Parte I
- Review: Série Outlander


5 comentários:

Meu coraçao literário disse...

Aí que série linda! Eu já tenho quse todos os livros, mas sei que quando começar a ler , não vou conseguir mais parar! Resenha incrível ! Beijos , Bia

Helen de Oliveira disse...

Apaixonada por tudo!!! Amo a narrativa do livro que insere o leitor na cena. Te faz sentir o que as personagens sentem, no decorrer do enredo. Amo!

Lia Christo disse...

Oi Paloma.
Sempre acompanho seu amor pela série e pelos livros pelo Facebook, e vejo o quanto você surta e vibra a cada novidade. Gostei muito da sua resenha e fico feliz por ter sido citada lá no Face. Saiba que a amizade e o carinho são recíprocos. Muito sucesso pra ti.
Bjus
www.docesletras.com.br

Polly.webs disse...

Oii, tudo bom?
Li os dois primeiros livros, amei a primeira temporada da série e não sei porque simplesmente parei. Até hoje não sei o que aconteceu mas, lendo sua resenha entusiasmada e super bem escrita, com uma escolha perfeita de quotes, fiquei louca para ir correndo ver a segunda temporada da série e ir ler os livros que ainda não li! Ja estou louca para ver nosso ruivo magia lidando com o genro rs Enfim! Amei sua resenha e desejo que seja a centésima de muitas, sempre com essa qualidade e falando de leituras maravilhosas!!
Beijos!

Tully+Israel=Raquel+Miguel disse...

Minha flor, adorei a resenha...Captou bem a emoção desse livro que eu amei, e ressaltou a amizade e carinho do Jamie e do Roger...Eu amo o relacionamento deles...Bem como tu ressaltou, antes era por causa da Bree, mas a partir das aventuras que os dois tem, o Roger passa mesmo a ser o filho que o Jamie não teve, teve por um tempo com o Young Ian, e sentia que tinha perdido...E recuperou...E eu AMOOOOO ESSAS CENAS ENGRAÇADAS COM O JEMMMM...ahuhau...Linda resenha, obrigada por compartilhar com a gente tua emoção com essa série que é só amor.

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas ILUSÕES!

 
Copyright 2009 Ilusões Noturnas