quarta-feira, 3 de junho de 2015

Resenha: As voltas que a vida dá - Susane Matos - Publicação Independente



Voltas que a vida dá
Autora: Susane Matos
Publicação Independente
Categoria: Romance
658 Páginas
2015


Sinopse

Desde cedo, Clarice Valente, uma autêntica ítalo-americana, teve que aprender a lidar com perdas. Com apenas nove anos de idade tornou-se madura o suficiente para ser a força que seu pai, e única família, precisava para superar a morte de sua amada esposa.
 
Batalhadora, corajosa e extremamente persistente, Clarice costumava ter uma vida perfeitamente normal em Massachusetts... Até acontecer um acidente de percurso e uma aparentemente normal proposta de trabalho cair em suas mãos.

Tempestuoso, frio, arrogante, in-su-por-tá-vel, e similarmente atraente, o italiano Enzo Romano aparece em sua vida para testar seus limites, pensamentos e paciência! E demonstrá-la que, independente de existir ação do destino, certas circunstâncias não ocorrem por acaso.


Minhas impressões

Saudações piriguetes literárias. Como vão?

Hoje trago a resenha de um livro que considero um presente para nós - o livro Voltas que a vida dá, da baiana Susane Matos, que já escreveu alguns livros com o pseudônimo de Angelina Sophie, os quais não li ainda, mas pretendo remediar isto logo - se for do mesmo nível deste que estou resenhando, devem ser muito tops.

O livro traz como pano de fundo a história da Clarice e do Enzo, o casal menos provável possível, mas que a autora conseguiu fazer acontecer de uma forma gloriosa, apaixonante (300 suspiros).
A Clarice é uma assistente social que teve uma vida dura ao lado de seu pai, pois perdeu a mãe muito cedo, - uma pausa para falar do pai dela, Augusto Valente, o sobrenome lhe cai bem, pois ele é um homem fenomenal, um pai maravilhoso, lembrei diversas vezes do meu pai, sua força e amor por Clarice é lindo de se ler.

Voltando à mocinha - ela tem um coração grande e enormes dificuldades físicas em ser mãe, já teve três abortos, tiveram momentos que queria dar uns tapas nela, tinha uma força para algumas coisas, mas para as mais importantes era uma vaca, principalmente com o Enzo (meu marido... sim, sou piriguete, já estou de caso com esse também).

 Ao longo do livro percebi um falta de maturidade em Clarice, principalmente para relacionamento, foi muito infantil nas descobertas sobre os problemas e segredo do Enzo, principalmente com a Ana (ela conhece a Ana no orfanato, uma menininha fofa, inteligente, que conquista todos ao logo do livro, fiquei encantada com ela), mais uma vez essa imaturidade enriqueceu a história, algumas atitudes dela, nós mulheres temos no dia-a-dia com nossos maridos namorados e afins... Às vezes somos uns porres... Aff sou mulher e admito que somos complicadas.





A história dela se entrelaça com a dele de uma forma muito rica, bato palmas para a Susane, ela conseguiu traduzir o sentimento humano muito bem, as palavras utilizadas nos leva a pensar que estamos no mesmo ambiente que eles, vivendo toda aquela emoção dos personagens. Diversas vezes me peguei com a respiração suspensa esperando a resposta de alguns deles, assim como me sentia feliz com suas conquistas, olha que não me considero uma pessoa sentimental, mas com esse livro me senti saudosa de alguns momentos em minha vida.

O Enzo é lindo (todo mundo aqui já sabe que sou fã de mocinhos, grossos, rudes, com cicatrizes - e ele tem uma no rosto - mais 300 suspiros), ele tem uma família conturbada, cheia de problemas, segredos gritantes; uma irmã com dois filhos cheios de traumas; um irmão lindo, mas um pouco fura olho; as confusões de sua família o deixa mais duro, reticente, tudo que precisa abdicar por eles o transformou em um homem frio, sem coração, traumatizado, mas tudo tem uma razão, um porquê das situações, esses enlaces leva a Clarice a trabalhar para ele tomando conta de seus sobrinhos.

Os dois são dinamite pura. Ela o desafia como ninguém faz; bate de frente; o desarma com toda sua ousadia, e ele não consegue resistir; é ciumento e possessivo; ele é do tipo que você ama ou odeia. Nem preciso dizer meus sentimentos pelo cara não é?


“Indignada, balancei a cabeça.
– Você é um ogro. Um que não respeita os sentimentos alheios, que acha todas suas ações perdoáveis, quando poderia evitá-las se apenas parasse para pensar. É um maldito ogro, Enzo Romano, petulante, arrogante, prepotente, um indivíduo grosseiro, idiota, babaca...
– Um ogro completamente louco e apaixonado por você.”


Os dois vivem uma história de amor cheia de altos e baixos; sempre tem um segredo a ser descoberto; o passado dele sempre volta para separar e fazê-los sofrerem.


“- Tenho tanto medo de que não volte Clarice. Nunca senti isso antes, esse temor tão avassalador, que por noites me deixou sem dormir, me fez esquecer que tinha uma vida para continuar, esquecer que havia uma empresa em que pessoas precisavam de mim. Só que não mais do que eu preciso de você. Eu preciso de você, Clarice. Preciso de você e da nossa filha...” – confessou, já chorando. – Por Deus, se tudo isso foi um castigo ou uma forma de me fazer compreender, acredite em mim: eu compreendi. Eu compreendi, Clarice. Não vou exigir além do que possa me oferecer. Não vou ultrapassar mais seus limites e ser egoísta ao tentar impor minhas vontades. Vocês duas são mais do que o suficiente para mim. Eu não posso prosseguir sem vocês. Por favor...”


A autora nos presenteia com vários problemas familiares, vários dramas reais, que deixa a leitura intensa, comecei o livro e não conseguia parar, lia pelo celular, computador, dormia tarde, burlava o trabalho para ler, ficava ansiosa -  poucos livros me deixaram tão emocionada com a escrita como este, a Susane conseguiu isso.

Deixo claro aqui a capa não traduz o livro, merece uma melhor.

Parabenizo a Susane pelo livro, mais uma vez ressalto o quanto amo ver as autoras nacionais quebrando paradigmas com seus maravilhosos livros.

Deixo aqui o meu Enzo para vocês suspirarem!






Até a próxima resenha, beijos!




9 comentários:

Paloma Casali disse...

Biii....já estou ansiosa para ler!!!
Você conseguiu passar sentimentos lindos sobre o livro, parabéns!
Beijos

Bibi Santos disse...

Obrigada Paloma, realmente o livro é muito bom, amei a construção da história, principalmente que os personagens não são falsificados, tem tudo a ver com pessoas reais.

Fernanda Freitas disse...

Bibi, mr sensibilizei com Enzo através de sua resenha. Já quero ler! ;)

Maraíse de Almeida disse...

Bibi você arrasou com essa resenha! Você expressou muitos sentimentos que eu também vivenciei ao ler o livro. O Enzo e a Clarice fizeram meus dias mais intensos e emocionantes. Me irritei e amei os dois em diversos momentos. A Susane escreve muito bem. Como poucas autoras nacionais que tive a oportunidade de ler. é um orgulho saber que temos esse talento tão perto de nós.
Bjos Bibi e parabéns pela resenha!

Bibi Santos disse...

Nanda, você precisa conhecer o Enzo, mas tira o olho.

Bibi Santos disse...

Mara, eu que agradeço por você me apresentar um livro tão bom, a Susane merece todos os aplausos, o livro é lindo e muito bem escrito.

Susane MatosD disse...

Bibi, minha noraaaaaa (já que tomou meu filho de assalto... rs), obrigada por transmitir tanto carinho pelo meu livro em sua resenha. Fico feliz de ter tocado você e causado diversas emoções ao longo da leitura, até mesmo as de irritações com os personagens rsrsrs. 300 suspiros aqui também!!! E esse seu Enzo é suculento, mas eu ainda acho o meu melhor, sorry!

Obrigada, sua linda!!

Bibi Santos disse...

Susane eu que agradeço por você trazer para nós uma história tão linda, parabéns, o meu Enzo é mais bonito... kkkkkkkkkkkkk

lucas santos disse...

AFF, minha mãe sempre arrasando! Adorei a resenha mãe, ansioso para ler o livro.

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas ILUSÕES!

 
Copyright 2009 Ilusões Noturnas