sexta-feira, 6 de março de 2015

Resenha: Redenção de um cafajeste - Nana Pauvollih - Editora Rocco (Selo: Fábrica 231)




Redenção de um cafajeste
Autora: Nana Pauvollih
Editora: Rocco
Categoria:  Romance, Literatura Nacional, Erótico
ISBN:  978-85-68432-13-6
560 páginas
1º edição - 2014


Sinopse


Arthur Moreno de Albuquerque, empresário de sucesso, dono de um conglomerado de revistas, é do tipo que acumula conquistas e o título de homem mais cobiçado do Rio de Janeiro. Mulheres à vontade são sua terapia preferida. A rotina de noitadas, orgias e sexo sem compromisso começa a mudar quando ele conhece Maiana, menina humilde, moradora de Nova Iguaçu,  que vive num mundo completamente diferente do seu. Esta é a trama central de Redenção de um cafajeste, de Nana Pauvolih, o primeiro livro da trilogia Redenção, que chega às livrarias pela coleção Violeta, dedicada a títulos eróticos.

Pioneira da autopublicação no segmento erótico nacional, Nana coleciona mais de um milhão de visualizações de suas histórias na plataforma online Wattpadd e sucessivos primeiros lugares na lista dos e-books mais vendidos da Amazon, além de manter um blog e coordenar dois grupos privados no Facebook, onde interage com milhares de leitoras. Em Redenção do cafajeste, a autora narra a história de uma garota simples, que sonha terminar a faculdade e ser professora, e se envolve com um empresário sem escrúpulos. Uma história que mistura doses certeiras de paixão, romantismo e erotismo, tendo o Rio de Janeiro como cenário.

Grande responsável pela construção do império das revistas, a matriarca Dantela Albuquerque assumiu a criação do “reizinho” Arthur depois que o pai dele, depressivo, comete suicídio, e a mãe foge com um Conde italiano, quando ele tinha apenas 4 anos. Fria e pragmática, Dantela nunca acreditou no amor verdadeiro e, com pensamentos machistas, acha que toda mulher é interesseira e tem seu preço. Por isso faz questão de incentivar o estilo de bom vivant de Arthur.  Afinal, romantismo para ela é sinal de fraqueza.

Completamente diferente da irmã, Juliane, que leva a vida como garota de programa de luxo, Maiana não se utiliza da beleza pra subir na vida. Ao contrário. Mesmo chamando a atenção por onde passa, ela concilia o trabalho de secretária em uma empresa no centro do Rio com as aulas à noite do curso de História, contrariando os conselhos da própria mãe para arrumar um bom partido.

Virgem ainda aos 22 anos, Maiana provoca uma verdadeira reviravolta na vida de Arthur logo no primeiro momento que se vêem. A atração entre os dois é imediata. Para Arthur, ela seria mais uma conquista. Tanto que o objetivo é claro: transar com Maiana até enjoar dela e então seguir normalmente com a vida e com o rodízio de mulheres. Mas algo foge do controle de Arthur. Conhecido por seu uma máquina de sexo, indomável, ele fica totalmente vulnerável depois que se envolve com Maiana. Reféns de sentimentos incontroláveis, a dupla experimenta prazeres inesgotáveis, e transpõem os limites entre o amor e a dor, num livro com tórridas cenas de sexo e romantismo. 


Minhas Impressões


Saudações Lulus, como vão todas neste calor? A Coisa está quente né? Vai fica mais ainda com este livro que vou comentar agora (kkkkkkk) muitoooooooo quente...

A Nana Pauvolih arrasou - cada dia estou mais encantada com seus livros; a mulher nos leva a mocinhos deliciosos, possessivos, apaixonados, ciumentos e intensos.

Lembrando, para quem curte um bom feijão com arroz, o livro da Nana não vai fazer seu tipo, porque o sexo quente está em cada página, ou seja, bom para meninas más e depravadas da literatura como eu - chama o bombeiro, porque a coisa vai esquentar.

A Nana nos presenteou neste primeiro livro (simmmmmmmm, é uma série e tem mais dois livros - a história de Matheus e Antônio) com a história de Arthur. Apesar das mocinhas terem uma participação ativa, são os moçoilos que roubam as cenas, que sofrem, correm atrás, que amam loucamente - confesso que nunca vi uma autora descrever o sofrimento masculino tão bem.

Vamos voltar à história deste moço, rico, lindo e mimado - ele tem todas as mulheres a seus pés, conhecido por sua fome de sexo, ele traça duas ou mais sem pestanejar... Adora ménage àtrois.




Só que o rei vai cair de quatro ao conhecer a Maiana - linda, pobre e muito batalhadora; e ele resolve como um bom menino mimado que ela vai ser dele e pronto, mas ele faz o caminho inverso da conquista, compra as pessoas, mente, joga sujo e se lasca no final... Só que isto tudo só lendo para vocês saberem - adiantando fiquei com muita pena dele, sofri litros e chorei com o Arthur... O Cara sofre pra caramba, paga caro por cada erro que cometeu, a Nana fez justiça a todas as mocinhas que sofreram nos livros que estamos acostumadas a ler (kkkkkkk).


“Mas outra parte, maior e mais nova de mim, estranhamente mais presente naqueles dias, gritava o contrário. Parecia imobilizar a minha rebeldia e me segurar pelo pescoço, tirando meu chão, minha base. Essa não me deixava tirar Maiana da cabeça e gritava “BURRO”, “BURRO” e “BURRO”, vezes sem conta. Abria meus olhos e o que eu via dava vergonha. Vergonha e raiva de mim mesmo.” - Pág. 198


A Maiana é linda, por dentro e por fora, uma batalhadora, estudiosa, e sustenta a família – tem uma piranha como irmã, e uma mãe preguiçosa; ela sofre muito com todas as armações desta, não sei se existe mãe como essa - ela é uma víbora...

Ela se apaixona por Arthur, pensa que ele é o príncipe encantando, e se entrega... No começo você a acha muito fraquinha, doce demais, permissiva, mas como uma fênix, ela ressurge das cinzas e faz ele sofrer muitoooooo (adoro, apesar da pena que senti dele).  


“- Estou ótima. E não quero “isso”. – Disse com desprezo. Ia me contornar, mas a impedi de novo. Ficou impaciente. – Eu já disse que não quero falar com você. Sei que respeito é algo que você desconhece, mas quero que respeite a minha vontade. Saia do meu caminho e da minha vida.” - Pág. 199


O livro tem cenas quentíssimas, além de trazer o Rio de Janeiro como pano de fundo - para quem vive lá deve ser encantador pensar que os personagens foram construindo ali.

Os outros livros da série vêm com histórias dos amigos de Arthur, não vou dizer ainda qual o meu preferido - para todas as leitoras que curte um romance estilo Elloras Cave, esse é perfeito e merece sua atenção.


“- Virem-se de bruços. – Eu a larguei, ajoelhado na cama, meu cabelo em desalinho, a respiração levemente alterada. Meus olhos as acompanhavam, esperando que obedecessem.” - Pág. 13


Bem, lá vai mais um para minha estante de preferidos e livros mega hots!!!

Próximos livros da série.
- Redenção e submissão/ Matheus e Sophia
- Redenção ao amor/ Antônio e Cecília


Beijokas e até a próxima resenha.




11 comentários:

Paloma Casali disse...

Excelente resenha!!! Eu suuuper me empolguei e já quero esse livro!!!
Bom saber que o mocinho sofre hahahaha sempre nós que sofremos hahahaha
Parabéns, Bi!!!
E obrigada pela super dica do reizinho!

Beijos

Bibi Santos disse...

Papy sua linda.. esse uns dos melhores livros que li em todos os tempos... mesmo pq estamos acostumadas a mocinhas sofredoras, choronas... a Nana quebrou esse paradigma... e foi muito legal vê o mocinho sofre , correr atrás, lutar, se redimir... merecia um filme, minha opinião, a serie é totalmente maravilhosa... leiaaa.

Laganowski disse...

Adorei a resenha! Muito curiosa para ler esse livro! O lance de menage não curto, e até hoje só Maya Banks me fez gostar de livros e mocinhos que curtem tal prática. Por tanto vou me jogar na leitura. Quero conhecer Arthur.

lucas santos disse...

Adorei a resenha mãe, fiquei curioso até para ler o livro! Parabéns

Lay Almeida disse...

Aff Bi, já preciso ler esse livro, OMG!!!!!
De Tudo um Pouquinho

Bibi Santos disse...

Lay... Vc precisa conhecer essa série ... Muito perfeita!!!

Patricia Da Silva disse...

Excelente resenha, livro maravilhoso!!!

Fabiana Miyagui disse...

Amooo esse livro! Um dos melhores que já li na vida!! Mais que recomendado! Resenha excelente!!! Parabéns!!

Lucilene Vieira disse...

Eu simplesmente amo esse livro... já perdi as contas de quantas vezes li, essa história me faz apaixonar por essa autora!

Nery Cristina disse...

Linda resenha, amei. Este livro com certeza é o máximo, ja li e reli várias vezes e cada vez me apaixono mais, tenho certeza que todos que tiverem a oportunidade de conhecer o trabalho da Nana ficaram viciados como eu.

Bibi Santos disse...

Obrigada meninas, realmente o livro da Nana é muito bom, ela arrasa...

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas ILUSÕES!

 
Copyright 2009 Ilusões Noturnas