quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Resenha: Manhã de Núpcias - Lisa Kleypas - Editora Arqueiro




Manhã de Núpcias
Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Categoria: Romance de época
ISBN: 978-85-8041-289-5
272 Páginas
1º Edição – 2014



Sinopse


Quando herdou o título de lorde Ramsay, Leo Hathaway e sua família passavam por um dos momentos mais difíceis de sua vida. Mas agora as coisas vão bem. Três de suas quatro irmãs já estão casadas, uma preocupação que Leo nunca teve consigo mesmo. Solteiro inveterado, ele tem uma certeza na vida: nunca se casará.

Mas então a família recebe uma carta que pode pôr tudo isso em risco: se Leo não arrumar uma esposa e gerar um herdeiro dentro de um ano, ele perderá o título e a propriedade onde todos vivem.

Solteira e sem pretendentes, a governanta Catherine Marks talvez seja a única salvação da família que a acolheu com tanto carinho. O único problema é que Leo não compartilha do mesmo afeto que suas irmãs têm pela moça.

Para ele, Catherine é uma megerazinha cheia de opinião que fala demais. Apesar de irritá-lo e quase o levar à loucura, ela é a primeira – e única – mulher com quem ele considera se casar.

Catherine, por sua vez, tem uma opinião igualmente negativa a respeito do patrão. Além disso, ela esconde alguns segredos do passado e um deles pode destruir a vida que tão cuidadosamente construiu para si.

Agora Leo e Catherine precisam um do outro, mas para vencer as dificuldades e consertar as coisas eles terão que superar as turras e as diferenças, num romance intenso e sensual que só Lisa Kleypas poderia ter escrito.


Minhas impressões


Ownn... eu amei esse livro! Mas me deu uma tristeza ao terminar de lê-lo, pois saber que só falta mais um livro (Paixão ao entardecer) para a série Os Hathaways terminar me deixou um pouco órfã. 

Enfim... vamos ao livro!

Uma coisa é certa, quem muito briga e desenha quer comprar! Vemos isto ocorrer em diversas estórias de amor em livros, filmes, novelas, e até mesmo na vida real. Mas sério, a estória de Leo e Cat foi escrita com maestria, e nenhuma outra estória de amor que envolva “arranca-rabo” será a mesma depois que você ler Manhã de Núpcias.




Já conhecíamos os dois personagens principais, Leo e Cat, dos livros anteriores e podemos ver suas evoluções. Isto é uma das coisas que mais me agrada na escrita da Lisa Kleypas – ela consegue envolver o leitor na estória principal tanto quanto no que ocorre aos personagens secundários dos livros.

Podemos ver toda a evolução de Leo – um homem sofrido que herdou, sem esperar, um título nobre tido como amaldiçoado, e que, inicialmente, no primeiro livro da série (Desejo à meia-noite), não fez jus a sua família. Se mostrava irresponsável, imaturo, preocupado mais com a sua esbórnia, do que com o seu próprio bem-estar. Entretanto, podemos ver o seu crescimento, o seu amadurecimento – com a ajuda das irmãs e dos seus cunhados ele se tornou um homem digno, que passou a cumprir as suas obrigações, a ser responsável e a valorizar a sua preciosa família, mas lógico que sem perder o seu bom humor único, a sua ironia ímpar.

Conhecemos a misteriosa Cat, ou melhor, a Srta, Marks, no segundo livro da série (Sedução ao Amanhecer) – uma mulher recatada, reclusa, séria, direita, mas que enfrenta Leo como ninguém, quando necessário ela tem uma língua afiada. Em Manhã de Núpcias descobrimos que Cat tem segredos que tenta esconder se camuflando. Segredos dos quais dependem a sua segurança. E por causa deles, ela se faz passar despercebida nos ambientes que tem que frequentar.

Eu achei super lindo a forma como o casal se formou mesmo com as rusgas constantes; como foi construída uma amizade entre ambos. Leo se mostrou mais lindo, encantador, apaixonado, protetor; e conhecemos uma versão maravilhosa de Cat, linda, inteligente, encantadora, amiga.


“- Marietta Newbury?
- Sim – disse Amelia. – O que há de errado com ela?
-Não gosto dos dentes dela.
- E quanto a Isabella Charrington?
- Não gosto da mãe dela.
- Lady Blossom Tremaine?
- Não gosto da mãe dela.
- Ah, pelo amor de Deus, Leo, ela não tem culpa de ter esse nome.
- Não importa. Não posso ter uma esposa chamada Blossom. Todas as noites eu sentiria como se estivesse chamando uma das vacas. – Leo ergueu os olhos para o céu. – Eu poderia me casar com a primeira mulher que visse na rua. Ora bolas, ficaria em melhor situação se me casasse com a Srta. Marks.
Todos se calaram.
...
- Isso não tem graça – disse firmemente.
- É a solução perfeita – retrucou Leo, sentindo uma satisfação perversa em irritá-la. Nós brigamos o tempo todo. É como se já fôssemos casados.
Catherine se ergueu de um pulo, olhando-o indignada.
- Eu nunca aceitaria me casar com o senhor.
- Ótimo, porque eu não a estava pedindo em casamento. Só estava expressando um ponto de vista.” – Pág. 36


O livro é muito divertido, tem muitas emoções, dramas e aventuras. Amei como a estória se desenvolveu, como Cat e Leo superaram seus medos juntos, mesmo que esta não fosse a intenção de ambos.

Não sei dizer qual dos livros dos Hathaways é o meu preferido. Amo todos de uma forma especial. Acho que quem ainda não leu a série está perdendo estórias lindas, de casais lindos, e de uma família especial.

Confira as resenhas dos livros anteriores da série:




8 comentários:

Lia Christo disse...

Palomaaaaa,
você definiu muito bem os sentimentos pela história e pela série como um todo.
Também gosto muito da escrita da Lisa, ela sabe como nos envolver e nos deixar apaixonados por seus livros.
Adorei a resenha flor.
Eu já terminei a série... Infelizmente, porque já estou com saudades...
Bjus
Lia Christo
www.docesletras.com.br

Paloma Casali disse...

Oownn Lia, obrigada!!!!
Eu também já terminei, e estou com uma super saudade e sensação de vazio por saber que não poderei ficar esperando pelo próximo livro!!!
A Lisa Kleypas é uma autora excelente!!!

beijosss

Bibi Santos disse...

Sou fã desta série... Esse livro tocou meu coração por ser Leo o conquistador, uma nova face dele foi mostrada e também por n ter o mínimi de que Leo amava sua ex noiva morta e n consegue superar... Esses dramas chatos q as autoras adoraaaam... Q acho super sem graça... O Leo é lindoooo... Adoro o humor dele!

Lay Almeida disse...

Papy, para mim esse foi o melhor livro da série. Amei o Cam, o Meripen com suas raízes ciganas, mas o Leo me ganhou com seu humor peculiar ao longo dos livros.

Essa série vai fazer muita falta.

Beijinhos
De Tudo um Pouquinho

lucas santos disse...

Adorei a resenha tia Papy.... Você sempre trás resenhas q despertam a vontade de ler!! S2

Paloma Casali disse...

Bi e Lay.... esse livro é ótimo mesmo!!! Me diverti e sofri na mesma medida! Leo é espetacular!!!
To pensando em fazer uma campanha: Para mais personagens como Leo na literatura e na vida!!!

Lu...lindo!!! Você sempre fofo! E continue lendo, faz bem pra alma!


Obrigada, amores!!!!
Beijos

Laganowski disse...

Amo essa série! Acho que entre as séries de época da Arqueiro essa saga é a minha preferida. E assim como vc não tenho um livro preferido, gosto de todos. Mas sempre tive um carinho extra pelo Leo. Acho que pelo jeito dele, faz muito meu tipo de homem... Problemático, ironico, mas fofo e protetor quando ama... Adorei a resenha!

Bibi Santos disse...

Eu apoio essa campanha Papy...kkkkk

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas ILUSÕES!

 
Copyright 2009 Ilusões Noturnas