segunda-feira, 6 de abril de 2015

Resenha: Tensão - Gail McHugh - Editora Arqueiro




Tensão
Autora: Gail McHugh
Editora: Arqueiro
Categoria: Romance
ISBN: 9788580413731
336 Páginas
1º Edição – 2015


Sinopse

Após a morte da mãe, a vida de Emily Cooper vira de cabeça para baixo. Ela precisa de um novo começo, e Dillon Parker, seu namorado, a convence a se mudar para mais perto dele a fim de passarem mais tempo juntos.

Em Nova York, Emily arranja um emprego temporário como garçonete em um restaurante no centro de Manhattan. Ao sair para fazer uma entrega logo no primeiro dia de trabalho, ela esbarra em Gavin Blake, um empresário sexy e bem-sucedido. Assim que seus olhares se encontram, há uma tensão no ar, mas nenhum dos dois consegue entender ou explicar essa forte conexão. Atormentada, Emily tenta não pensar muito naquele desconhecido que mexeu tanto com ela.

Porém, ela descobre que Dillon e Gavin são amigos e que terá de conviver com ele muito mais do que poderia ter imaginado. Perdida em sentimentos confusos, Emily sente o desejo por Gavin crescer e se tornar mais ardente a cada vez que se encontram. Será que os dois vão resistir à tensão ou se entregar a essa paixão, apesar de todas as consequências?


Minhas Impressões

Hoje trago para vocês o livro Tensão que foi um a delícia de descoberta. Desde o seu lançamento venho namorando sua capa, belíssima né?  Aquele homem meio que jogadinho na cadeira, uiii tive ideias aqui kkkkk.

Arqueiro deu show neste livro, foi muito feliz com esse lançamento, o livro é muito intenso, emocionante, você sofre com os personagens, os odeia e ama ao mesmo tempo, li vários comentários sobre o livro, principalmente que era uma imitação da série Rock Star, nada a ver, exceto o triangulo amoroso, sendo que a abordagem é totalmente diferente e mais madura - as aparências morrem por ai.

Outra característica que achei bem legal, foi a autora trazer um tema pouco explorado por autores de livros de romance que é dominação emocional, vou explicar pra vocês...

A Emily que muitos leitores não gostaram, achou confusa, chata e imatura, eu discordo, ela conheceu seu namorado Dillon (não tem como não dar um pouco de spoiler aqui) imagine que o cara acompanhou ela no momento da morte da mãe, toda sua doença, pagou o funeral e ainda sua viagem para sua cidade, ai que entra a dominação que muitas mulheres em todo mundo sofre, não é só a violência do corpo, tem homens que domina pelo emocional e foi isso que o Dillon fez com a Emilly, ela foi dominada emocionalmente, ficou refém de um homem imaturo, infantil e egoísta, eu odeio o Dillon, sério tive vontade de matar aquele idiota.

Com a morte de sua mãe ela muda-se para Nova York para fica perto do Dillon babaca, ela é professora, não conseguiu arrumar emprego em sua área, mas arruma trabalho em um restaurante como garçonete, neste emprego conhece quem? Quem? Toque as trombetas... Gavin (suspiros) ai que a vida dela vira de ponta a cabeça, o que ela não imaginava é que ele era o melhor amigo do seu namorado, pense que fiquei com pena dela, ela sofre por amor, sofre por sentir-se culpada de desejar outro homem, sofre de tensão sexual, vive na beira do abismo dos sentimentos.




O Gavin (suspiros) é lindo, maravilhoso, delicioso, romântico, companheiro... Meu, meu macho, tirem o olho, todo meu... Ai meus sais, me empolguei aqui.  Pense no homem tudão, pensou? Multiplica...  Eu não teria dúvida nenhuma se fosse a Emilly.


“- Sei lá. Tem alguma coisa em você que... A torna diferente de qualquer outra mulher que já conheci. E por causa de tudo isso, eu me disponho a colocar meus sentimentos de lado só para ser seu amigo.” - Pág. 140


Ele conhece Emily e foi amor à primeira vista, amor mesmo, ele fica louco por ela, depois descobriu que ela é a namorada do seu melhor amigo, o cara fica doido (se bem, que não achei aquela amizade essa coisa toda, kkkkkk). Ele tenta ser só amigo, tenta e tenta muito, mas, o amor fala mais alto e ele começa a sofrer - vocês precisam ver o quanto o cara sofre por ela.

A autora arrasa nas descrições das cenas, intercalam os pensamentos dos dois, por isso o livro chama tensão, em todas as páginas você sente o desejo do casal, o amor, a tensão dos sentimentos, magnitude dos problemas, é o tipo de livro que deixa você roendo a unha, desejando consolar os personagens.


“Não era apenas uma sensação. Desde a primeira vez que seus olhares se cruzaram, ele sentia isso nas profundezas da alma, bem no fundo de sua essência. Ela era feita para ele em todos os sentidos. Embora fosse a própria definição de inacessível, sua mente e seu coração gritavam para que ele atirasse tudo ao vento e deixasse as coisas se incinerarem por completo.” -  Pág. 173


No fim deu uma bela depressão pós-livro. Quero o Gavin de novo em doses maiores! Eu não achei o livro erótico, tem cenas de sexo sim, mas como em qualquer outro livro de romance, sem nada de muito exagero. Como disse, por isso se chama tensão, a química dos dois fica visível em cada capítulo. 

Sonhando com o próximo livro, Pulsação, a continuidade de Gavin e da Emilly - que venha logo, estou ansiosa.

Parabenizando a autora pelos personagens secundários, deu todo brilho e sabor a trama com muita leveza e humor.

Bem meninas, eu mega recomendo o livro, ele é maravilhoso, uma leitura intensa, emocionante, gostaria de ver toda aquela emoção na tela do cinema, merecia um filme, eu seria a primeira da fila para assistir.






Beijos e até a próxima leitura.





4 comentários:

Lay Almeida disse...

Bem Bi, como te falei a ressaca foi certa. Amei o livro, mas a relação do Dillon com a Emily, affff, queria cobrir o cara de porrada, que raiva dele!!!! Mas Gavin... aiaiaiaiaiaiaiai

Lay
De Tudo um Pouquinho

Bibi Santos disse...

Sou suspeita Lay, pq tive ganas de matar o Dillon... Cara asqueroso, o Gavin é lindo, nunca li nada tão Intenso.

Ana Nascimento disse...

Bibi que tensão foi essa??? Do inicio ao fim, foram muitas emoções( cm diria o rei Roberto Carlos, kkkk)
Detestei o Dillon deu vontade de entrar no livro e quebrar ele na porrada literalmente, e sobre a Emily tive raiva dela tbm em varios momentos achei ela sem atitude e esse n é o meu perfil de mocinhas favoritas...
Mas um fato muito importante q vc chama atenção na sua resenha é a dominação q o Dillon exerce sobre ela, eu n tinha visto cm esse olhar ate então, realmente ele usa as fraquezas dela e os pontos fracos o tempo todo a favor dele... As vezes a dominação emocional é tal ruim qt a fisica...
E o Gavin? Q homem é aquele???( mais suspiros por ele, kkkk). Viciante esse livro, vc nao consegue parar de ler ate terminar... Agora só nos resta esperar ansiosamente por Pulsação. Parabéns pela resenha eu amei!!! Beijão...

Bibi Santos disse...

Obrigada Ana, sei que pulsação vai deixar a gente mais encantada... queria um livro dos amigos do Gavin...

bjs

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas ILUSÕES!

 
Copyright 2009 Ilusões Noturnas