quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Resenha: Escândalo de cetim - Loretta Chase - Editora Arqueiro


Escândalo do cetim

Escândalo de cetim
Autora: Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Categoria: Romance de Época
ISBN: 9788580416398
272 Páginas
1ª Edição - 2016

Sinopse

Irmã do meio entre as três proprietárias de um refinado ateliê de Londres, Sophia Noirot tem um talento inato para desenhar chapéus luxuosos e um dom notável para planos infalíveis. A loura de olhos azuis e jeito inocente é na verdade uma raposa, capaz de vender areia a beduínos. Assim, quando a ingênua lady Clara Fairfax, a cliente mais importante da Maison Noirot, é seduzida por um lorde mal-intencionado diante de toda a alta sociedade londrina, Sophia é a pessoa mais indicada para reverter a situação.

Nessa tarefa, ela terá o auxílio do irmão cabeça-dura de lady Clara, o conde de Longmore. Alto, musculoso e sem um pingo de sutileza, Longmore não poderia ser mais diferente de Sophia. Se a jovem modista ilude as damas para conseguir vesti-las, ele as seduz com o intuito de despi-las. Unidos para salvar lady Clara da desonra, esses charmosos trapaceiros podem dar início a uma escandalosa história de amor... se sobreviverem um ao outro.

Em Escândalo de cetim, segundo livro da série As Modistas, Loretta Chase nos presenteia com um dos casais mais deliciosos já descritos. Além de terem uma inegável química, Sophia e Longmore são divertidos como o rodopiar de uma valsa e sensuais como um corpete bem desenhado.





Escândalo de cetim, segundo livro da quadrilogia As Modistas, é envolvente do início ao fim. Com uma trama que se desenrola devido ao erro de personagens secundários, o livro faz o leitor se apaixonar pelos personagens principais de forma única, e adorar os secundários.

Sophia e Longmore são o casal mais parceiro de todos. Ambos com personalidades fortes e decididos, lindos e sexys. Um apoia o outro de forma única e, mesmo que um duvide as vezes se o plano realmente dará certo, eles sempre estão ali para amparar o outro. Com muito bom humor vamos conhecendo um Longmore apaixonado e uma Sophia sensível.

A leitura é super gostosa e dá vontade de nunca parar de ler. Fiquei um pouco triste, pois achei que o final poderia ter sido escrito com menos saltos, mais detalhes, além de o livro merecer mais umas 30 páginas (no mínimo). E achei que a autora deixou um pouco de lado Fenwick, que é ótimo, e estou mega curiosa pra saber o que aconteceu com ele (espero que no próximo livro seja explicado), MAAAAAS apesar dessas pequenas falhas o livro é MARAVILHOSO. As Noirots são incríveis e não vejo a hora de poder ler Volúpia de veludo.


"- Sem qualquer desrespeito à sua duquesa, mas... elas são loucas?
- Depende do ponto de vista - respondeu Clevedon.
- Elas podem fechar a loja e viver aqui. Não faltam aposentos nessa casa. Por que desejam continuar subservientes e humildes diante das mulheres?
- Paixão - explicou Clevedon. - O trabalho é a paixão delas.
Longmore não tinha certeza do que era exatamente paixão. Podia quase jurar que nunca habia experimentado tal sentimento. Desde os 18 anos, nem sequer sentira algum interesse maior por uma mulher." - P. 15


Uma coisa é certa na vida: tudo acontece na hora que TEM que acontecer, mesmo que de forma meio torta - assim como aconteceu para Longmore.


1 comentários:

thaila oliveira disse...

eu adorei a trama, achei irônica, louca, divertida, romântica na medida certa
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas ILUSÕES!

 
Copyright 2009 Ilusões Noturnas